Saúde em Português

Saúde em Português
Instituição de Utilidade Pública de Portugal; Registo 1423/99 do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal; Membro da Plataforma Portuguesa das Organizações Não Governamentais para o Desenvolvimento; Membro Associado da Confederação Ibero Americana de Medicina Familiar; Membro Observador Consultivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa; Membro do Fórum Não Governamental para a Inclusão Social

01/08/11

Hospital Agostinho Neto ganha primeiro banco de leite de África

A maternidade do Hospital Dr. Agostinho Neto inaugurou hoje o primeiro banco de leite de África, que vai apoiar as mães que não podem amamentar os seus filhos recém-nascidos a garantirem a sua alimentação até os seis meses.



Para a ministra do Estado e da Saúde, Cristina Fontes, com esse equipamento o país reforça as acções do seu Ministério em matéria do cumprimento dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio que visa reduzir a mortalidade infantil.
Cristina Fontes adiantou que, neste momento, os equipamentos de ponta já existentes para ajudar os prematuros na nova maternidade da Praia, foram reforçados com este banco de leite humano, o primeiro em África e que vai ajudar a vingar mais vida dos recém-nascidos cabo-verdianos.
Agradeceu a Agência de Cooperação Brasileira (ABC) por este projecto de custou sete mil contos e apelou às mães e mulheres cabo-verdianas para mostrarem a sua generosidade em doar o leite de que não precisam para servir crianças cabo-verdianas de mães que não têm leite, de modo a salvar mais vidas.
Marco Farami, director da ABC, fez saber que este banco de leite é o primeiro em África, mas que existem outros projectos para outros países com o apoio do Brasil onde existem a funcionar 202 bancos de leite.
Marco Farami declarou tratar-se de projecto “extremamente importante”, porque tem muito impacto na sociedade. “Temos vários bancos de leite em operação, no âmbito de cooperação técnica brasileira, temos 22 bancos de leite em funcionamento fora do Brasil sempre montado pela ABC”.
No entender de Edith Cardoso, responsável do banco de leite, a principal vantagem desse banco é nutrir as crianças que precisam de leite materno no serviço de neonatologia do Hospital Dr. Agostinho Neto.
Explicou que uma mãe, para ser doadora, tem que ter um primeiro contacto com a técnica de saúde que vai ver se está apta para ser doadora, ao quer segue um tratamento de higiene. Na última fase, faz-se a colecta do leite, que vai ser guardado e congelado e, por fim, segue para a sala de processamento e após o controlo de qualidade é armazenado.


Fonte : " Inforpress"

1 comentário:

gerry pereira nascimento disse...

SAÚDE...O SER HUMANO PODE TER TUDO,FALTOU SAÚDE...............?